Tu não gostas de ser ajudada!

Disse-me ele numa "discussão" há uns dias. Respondi logo - Não. Até parece!
A verdade é que fiquei a remoer com esta questão... E talvez ele até tenha um pouco de razão.
Gosto de ser ajudada de coração sem segundas intenções. Porque quando ajudo alguém também é genuíno. Não penso no que poderei receber em troca ou em depois pedir favores em contra partida.
Não gosto de me sentir em divida para alguém.
Acredito e sei do fundo do meu coração, que a minha mãe me ajuda com a melhor das intenções. Sem pensar nela, só em mim e no meu bem. Sempre, sempre sem egoísmos.

Quando eu o faço, também ajudo de coração. Se assim não o for não faz sentido na minha cabeça! Faz me demasiada "comichão" que depois, lá está, fico a remoer no assunto.

Mas isto tudo para dizer que talvez ele tenha razão, talvez me tenha tornado relutante , para não dizer "alérgica" a aceitar ajudas.
E sei que é bom saber pedir ajuda e aceitá-la também. Faz parte!

Nos últimos anos da minha vida houve algumas fases em que precisei mesmo de mais ajuda. Quando acabei a Licenciatura, não consegui logo emprego (como milhares que estão na mesma situação!) depois arranjei, não na área, mas tinha a minha independência, depois fiquei sem emprego outra vez, numa fase terrível. Depois segui-se umas fases com altos e baixos, até que as coisas agora estão de novo mais estáveis!
Nessa fase tive a ajuda incondicional e agradeço do fundo do coração. Só peço sempre aos anjinhos todos tudo de bom para quem me deu sempre o maior dos apoios. Mas também é nestas fases que aceitamos ajudas de pessoas que achamos que nos ajudam do coração e depois passado algum tempo nos vêm cobrar ou atirar à cara! Bolas não há coisa que mais odeie! (Isso e pessoas que não sabem pedir desculpa!)

E é aqui que me comecei a tornar imune as ajudas!
Essas pessoas que atiram a cara que ajudaram com segundas intenções e que agora somos nós que temos de retribuir, ficavam melhor caldas! Porque eu ajudaria com todo o gosto se me pedissem! Ponto! Não era preciso dizer a parte do também te ajudei agora é mais que tua obrigação ou ajudo-te e agora tens de isto, aquilo e acolotro!
Que gesto tão feio! Ajudaria sem hesitar e de coração, excusado será ouvir estas coisas e piores!

Nesta fase caiu-me mal ouvir estas coisas. Porque se sei e tenho convicção que quando a minha mãe (por exemplo) um dia também a precisar a vai ter quer peça ou não, nunca terá de me a pedir em troca daquilo que fez por mim. Terá e ponto final! Eu irei em auxilio, sem hesitar...

Agora sentir que me ajudaram porque sim, porque se calhar não veio do coração como eu pensei que viesse. Custa-me!
É como dar uma prenda de livre vontade e passados anos por causa de uma zanga ou por outro motivo qualquer chegar ao pé dessa pessoa e dizer - quero o presente de volta! Já não faz sentido a teres!

Na minha cabeça as coisas não funcionam assim, se foi dado de coração e sentido na altura é porque fez/faz sentido guardar.

Se há quem me tenha ensinado a ser assim foi ela, a minha mãe. Tenho a certeza que essa parte herdei dela. Consciente ou não, os valores dela ficaram em mim.

E foi ela que me ensinou a lutar para ter sempre tudo que quero por mim, foi sempre ela que me ensinou a dar valor ao que tenho ou que consegui e se de cedo quis ser independente foi pelo exemplo dela.
Sempre que quis algo quando era nova, se não podia dar ou era mais caro, mostrou-me que se poupasse o que me davam e se trabalhasse no verão as coisas extras que todos os jovens querem eu podia adquirir com o MEU dinheiro.

E assim foi. Sempre me ajudaram e sempre me ensinaram a lutar por aquilo que tenho.

Talvez por isso ele tenha um pouco razão. Tenho medo de ser ajudada... Um pouco sim. Gosto de ser ajudada? Gosto! As vezes tem de ser. Não tem mal.
Mas custa um pouco porque consegui quase sempre tudo sozinha...menos nesta última fase que foi muito difícil!
Agradeço imenso a ajuda. Mesmo! Só tenho pena de ter ficado com este receio devido a outras circunstâncias ...

Mas se há medo de que não fiquei foi de ajudar quando o meu coração me diz que alguém precisa de mim!

A todos que sempre me ajudaram de coração o meu muito obrigado. Aos outros agradeço na mesma, afinal de contas ajudaram quando precisei. Mas fica um conselho para não pesar na consciência, é feio atirar a ajuda que se deu à cara das pessoas. Um dia se precisarem e vos ajudarem também se vão sentir tristes quando alguém demonstrar a verdadeira intenção da ajuda!




1 comentário:

  1. Olá tudo bem? Venha conhecer meu Blog, post... novos de segunda a sábado, se gostar siga e me avise que seguirei o seu tb !! bjs
    http://www.mahmaquiagens.blogspot.com.br/

    ♥*´¨)*
    ¸.•*¸.•*´¨).•*¨)
    (¸.•´*(¸.•´*(.¸. • By Mah Dantas

    ResponderEliminar